terça-feira, 27 de novembro de 2012

Crianças que bebem leite tornam-se idosos mais saudáveis


Investigadores da Universidade de Bristol descobriram que crianças que bebem leite regularmente são fisicamente mais saudáveis quando ficam idosas. A investigação mostrou que pessoas idosas que consumiram maiores quantidades de leite e alimentos lácteos na infância aumentaram a capacidade de andar mais rápido e diminuíram as probabilidades de sofrer problemas de equilíbrio.

Essas descobertas podem ser importantes porque os problemas de equilíbrio que surgem com o avanço da idade aumentam os riscos de fracturas em pessoas idosas. Uma em cada três pessoas com mais de 65 anos sofre quedas sérias pelo menos uma vez por ano. O problema pode ser agravado pela osteoporose.

O consumo de leite, queijos e outros produtos lácteos ajuda a construir ossos fortes, fornecendo a quantidade de cálcio necessária durante a infância. Os investigadores da Escola de Medicina Social e Comunitária daquela Universidade quiseram entender se os benefícios do consumo de leite no começo da vida se prolongavam nas idades mais avançadas, tendo, com esse objectivo, estudado 400 homens e mulheres de 60 a 80 anos. Todos tinham participado de um estudo que começou nos anos trinta para analisar o efeito da dieta e do estilo de vida na saúde no longo prazo.

Para testar se eles tiveram algum impacto na saúde com o avanço da idade, os voluntários passaram por testes como velocidade de caminhada e equilíbrio. Os resultados, publicados no jornal Age and Aging, mostraram que as pessoas que gostam muito de leite caminham 5% mais rápido do que os que bebem pouco ou nenhum leite. Elas também têm 25% menos probabilidade de ter problemas potencialmente perigosos de equilíbrio.

"Esse é o primeiro estudo a mostrar associações positivas do consumo de leite na infância com o desempenho físico em idade avançada", disseram os investigadores.

As descobertas apoiam estudos anteriores que destacam os benefícios do consumo de leite no começo de vida. No ano passado, um estudo descobriu que crianças que bebiam leite tinham até 40% menos probabilidade de sofrer cancro de intestino quando adultos. Os alunos tinham 20% menos probabilidades de sofrer um tumor no final da vida se tivessem tomado leite todos os dias durante, pelo menos, 4 a 6 anos e 40% menos probabilidades se tivessem tomado leite por 6 anos ou mais. Acredita-se que o consumo de leite no longo prazo permite que altos níveis de cálcio se acumulem no corpo, protegendo o intestino contra danos do ácido biliar.

Fonte: ANILACT

Sem comentários:

Publicar um comentário